fevereiro 28, 2011

Quero voltar a Confiar

Fui criado com princípios morais comuns: quando eu era pequeno, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram autoridades dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos ou mais velhos, mais afeto. Inimaginável responder de forma mal educada aos mais velhos, professores ou autoridades… Confiávamos nos adultos porque todos eram pais, mães ou familiares das crianças da nossa rua, do bairro, ou da cidade…

Tínhamos medo apenas do escuro, dos sapos, dos filmes de terror… Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos. Por tudo o que meus netos um dia enfrentarão. Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos.

Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos. Não levar vantagem em tudo significa ser idiota. Pagar dívidas em dia é ser tonto… Anistia para corruptos e sonegadores… O que aconteceu conosco? Professores maltratados nas salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes, grades em nossas janelas e portas. Que valores são esses? Automóveis que valem mais que abraços, Filhas querendo uma cirurgia como presente por passar de ano. Celulares nas mochilas de crianças.

O que vais querer em troca de um abraço? A diversão vale mais que um diploma. Uma tela gigante vale mais que uma boa conversa. Mais vale uma maquiagem que um sorvete. Mais vale parecer do que ser… Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo? Quero arrancar as grades da minha janela para poder tocar as flores! Quero me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão! Quero a honestidade como motivo de orgulho. Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olhar olho-no-olho.

Quero a vergonha na cara e a solidariedade. Quero a esperança, a alegria, a confiança! Quero calar a boca de quem diz: “temos que estar ao nível de…”, ao falar de uma pessoa. Abaixo o “TER”, viva o “SER” E definitivamente bela, como cada amanhecer. E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como o céu de primavera, leve como a brisa da manhã! Quero ter de volta o meu mundo simples e comum.

Vamos voltar a ser “gente” Onde existam amor, solidariedade e fraternidade como bases. A indignação diante da falta de ética, de moral, de respeito... Construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas. Utopia? Quem sabe?... Precisamos tentar… Quem sabe começando a encaminhar ou transmitindo essa mensagem… Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão!

Arnaldo Jabor

fevereiro 26, 2011

Viver ou juntar dinheiro?


Li em uma revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico.

Aprendi, por exemplo, que se tivesse simplesmente deixado de tomar um cafezinho por dia, nos últimos quarenta anos, teria economizado 30mil reais. Se tivesse deixado de comer uma pizza por mês, 12 mil reais. E assim por diante.

Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas. Para minha surpresa, descobri que hoje poderia estar milionário. Bastaria não ter tomado as caipirinhas que tomei, não ter feito muitas viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei.

Principalmente, não ter desperdiçado meu dinheiro em itens supérfluos e descartáveis.

Ao concluir os cálculos, percebi que hoje poderia ter quase 500 mil reais na minha conta bancária.

É claro que não tenho este dinheiro. Mas, se tivesse, sabe o que este dinheiro me permitiria fazer? Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar em itens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que quisesse e tomar cafezinhos à vontade.

Por isso, me sinto muito feliz em ser pobre. Gastei meu dinheiro por prazer e com prazer.

E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que fiz. Caso contrário, chegarão aos 61 anos com uma montanha de dinheiro, mas sem ter vivido a vida.

“Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz. Assim ele saberá o VALOR das coisas e não o seu PREÇO”

Que tal um cafezinho?

Max Gehringer

fevereiro 25, 2011

Rede x ser social?


    É notório o avanço tecnológico e dos meios de comunicação, principalmente das chamadas redes sociais cujos objetivos, a priori, são o de promover e fortalecer a dinâmica da amizade, além de fincar espaço para a exposição de fotos, dados e vídeos de qualquer indivíduo que tenha acesso à Internet. No entanto, as redes sociais revelam uma tendência catastrófica, desapercebida por muitos: a erupção de um ser "anti-social", a partir do momento que põe em estagnação o contato natural e físico, voltando-se tão somente ao mundo da virtualidade.
    Como se não bastasse, a exposição ferrenha de fotos, vídeos e informações pessoas nas tais redes permite ainda hoje o alastramento da criminalidade. Dezenas de casos acabam por revelar o errôneo uso por parte dos internautas, a tal ponto que facções negras se apropriam do conteúdo, às vezes pela criação de um usuário "fake", isto é, entremeado e visto como "amigo", acabando por localizar o ser e promover uma ação maligna.
      Em contraponto, uma das peculiaridades das redes sociais favoráveis seria uma rápida e fácil localização de um contato. Imagine, e pode ter a certeza de que, muitas pessoas nem sequer veem com tanta frequencia o aparelho celular, a fim de checar as chamadas perdidas, contudo, ao adentrarem em casa, mergulham no mundo virtual em busca de recados no Orkut, Facebook, Twitter, dentre muitos outros existentes no mercado. Por isso, tenha a certeza que mesmo que não veja uma mensagem ou ligação no celular, o ser "anti-social" ficará atento ao "scrap" de sua rede.
        A expansão tem sido tão significativa ao longo desses anos que pessoas marcam encontros com outras sem nunca terem se conhecido pessoalmente. Alguns dizem não encontrar incovenientes; outros (de "tempos antigos"), estão estarrecidos com tantas mudanças. "E se for um criminoso? E se estiver mentindo? E se..."
         Acredito que já estamos mergulhados e inundados com tantas conexões virtuais. Repudiar as redes sociais é tentar passar um camelo por uma fina agulha. Contudo, é preciso cautela para que nós, ainda seres humanos, não percamos a humanidade. Sim, sim... A humanidade e a sensibilidade  intrínseca a todos nós. É preciso que limites sejam estabelecidos, além de que cuidados sejam tomados durante a exposição em uma rede social, sempre atentando que nem todos que estão em uma lista de amigos, são de fato, amigos. Somente agindo com prudência, equilíbrio e cautela é que continuaremos seres verdadeiramente sociais.

Por: Hugo Otávio
Data: 25/02/2011

fevereiro 23, 2011

[FILME] 127 horas



Após assistir ao filme, aprendi uma grande lição: sempre avise para alguém aonde você está indo! Em maio de 2003, o alpinista Aron Ralston fazia mais uma escalada nas montanhas de Utah quando acabou ficando com seu braço preso em uma fenda. Sua luta pela sobrevivência durante mais de cinco dias (127 horas) foi marcada por memórias e momentos de muita tensão, relatados em um livro. Baseado em fatos reais, o filme te desperta para uma reflexão da vida, principalmente de memórias e pessoas com as quais convivemos.
A tensão é grande, mas acredito que vale a pena ver!

Por: Hugo Otávio
Data: 24/02/2011



Você concordaria em ser operado por um robô?

Robôs na sala de cirurgia.

Um dos sonhos mais antigos do ser humano é construir uma máquina à sua semelhança, que seja capaz de falar, agir e interagir como os humanos. Na ficção isso já é possível há algum tempo. Embora visualmente os robôs tenham mudado bastante desde os livros de Isaac Asimov, a ideia principal continua a mesma: criar uma máquina feita para servir.
Graças às pesquisas e ao constante avanço da tecnologia, esse sonho vem se tornando realidade. Os robôs estão cada vez mais fazendo parte do cotidiano das pessoas. Garçons, secretárias, telefonistas e babás. Esses são apenas alguns exemplos das inúmeras atividades humanas que já são desempenhadas por máquinas.

Uma das áreas que mais investe em pesquisas robóticas é a da saúde, e não apenas no desenvolvimento de próteses. A criação de robôs que auxiliem no cuidado do paciente e até na realização de cirurgias não é algo tão surreal quanto parece. Protótipos de braços mecânicos para cirurgias e enfermeiras-robôs vêm sendo testados e aperfeiçoados.

Mas até onde podemos confiar nos robôs para a realização de atividades antes exclusivamente humanas? Você confiaria a sua vida ou a vida de algum parente a uma máquina? Antes de responder a essas perguntas, confira abaixo os trunfos e as maiores dificuldades da robótica quando o assunto é a saúde e a comodidade do ser humano.

As pesquisas e seus resultados

Uma cobra para o coração

Como citado anteriormente, existem diversas pesquisas na robótica voltadas para a área da saúde. Além disso, diversos projetos são adaptados para serem usados em cirurgias. Um bom exemplo disso é o robô criado para entrar em lugares perigosos ou muito apertados para uma pessoa. O formato do aparelho foi inspirado no corpo das cobras, flexível e resistente.

O pesquisador Howie Choset, da Carnegie Mellon University, encontrou outro uso para o robô. Se construído em menor escala, o aparelho poderia ser utilizado em cirurgias cardíacas. E foi assim que surgiu o Cardio Arm. A “cobra” é inserida por uma pequena incisão no peito do paciente. Uma vez lá dentro, o cirurgião controla os movimentos do robô por meio de um joystick.







Com o auxílio de uma câmera instalada na parte frontal do dispositivo, pode-se ver para onde ele está indo e corrigir o curso, caso seja necessário. Dessa forma, é possível realizar diversos procedimentos no coração dos pacientes sem a necessidade de uma cirurgia evasiva.

O Cardio Arm foi utilizado pela primeira vez em fevereiro de 2010, quando médicos da República Tcheca realizaram um procedimento de mapeamento cardíaco. A esperança é, no futuro, utilizar o robô em outras cirurgias cardíacas, como a ablação (para correção de arritmia).

Cirurgião fora da sala de operações


O reconhecimento de gestos e as inovações tecnológicas podem ajudar a reduzir os perigos de infecções durante os procedimentos. A ideia é simples, basta tirar médicos e enfermeiras da sala.

Segundo Juan Pablo Wachs, professor assistente da Purdue University, utilizar visão computacional baseada nos gestos das mãos poderiam permitir que as cirurgias fossem realizadas sem a presença de humanos no centro cirúrgico.

Dessa maneira, o médico poderia consultar raios X e exames, utilizar teclado e mouse sem que isso representasse uma ameaça à saúde do paciente.

A ideia é que uma câmera capte os movimentos feitos pelo médico e eles sejam reproduzidos de maneira exata por braços mecânicos instalados nas salas de cirurgia. Os testes feitos utilizaram o Kinect, da Microsoft, para captar os movimentos do médico e gerar uma imagem tridimensional do corpo do paciente.

Uma das maiores dificuldades na criação dessa cirurgia à distância é justamente a reprodução extremamente precisa dos movimentos do cirurgião. Além disso, caso o médico esteja conversando com outra pessoa de sua equipe, como fazer para distinguir um gesto involuntário daqueles relacionados à operação?

Outro problema está na variedade de movimentos a serem estudados, já que cada pessoa tem um jeito diferente de segurar os instrumentos e fazer os gestos com as mãos. A ideia é fazer com o que a máquina se adapte aos médicos, e não o contrário.

Além disso, sentir o toque do instrumento no órgão do paciente pode ser muito importante, pois às vezes determina a força com a qual uma incisão deve ser feita ou o quão profunda ele deve ser.

Essa experiência de toque para cirurgias a longa distância é o alvo de interesse de pesquisadores da Universidade Johns Hopkings. Eles estudam maneira de reproduzir a sensação de toque para sistema robóticos médicos. Diversos experimentos estão sendo feitos para levar o tato às mãos mecânicas, mas os resultados ainda não são satisfatórios para utilizar o mecanismo em hospitais.

Por que usar robôs?

Utilizar robôs e tecnologias na realização de cirurgias traz diversos benefícios para os pacientes. Por exemplo, utilizando o Cardio Arm (apresentado acima), a pessoa recebe alta e pode ir para casa já no dia seguinte ao da operação, enquanto que o procedimento normal exigiria algumas semanas de recuperação no hospital.

Os robôs estão cada vez mais presentes no cotidiano das pessoas.

A própria recuperação do paciente se dá de forma muito mais rápida, diminuindo as dores pós-operatórias e permitindo que a pessoa retorne às suas atividades antes do esperado. Outro benefício na utilização de robôs em cirurgias é o fato de as máquinas não cansarem. Procedimentos com duração de horas podem ser realizados sem perigo de desatenção causada pela exaustão.

.....

Ainda há muito que fazer para que os robôs substituam o ser humano em atividades como cirurgias. Porém, as pesquisas e os avanços da tecnologia caminham para que isso seja possível.

Em seus livros, Isaac Asimov diz que o ser humano reagiria com medo e até certa repulsa aos robôs. Depois de ler um pouco sobre as pesquisas realizadas na área de robótica, saber dos resultados e das dificuldades enfrentados e com o pensamento no futuro responda: você teria coragem de ser operado por uma máquina?
Baixaki

fevereiro 21, 2011

Um dia feito de vidro


Ao conferir as grandes novidades de feiras e lançamentos na área de tecnologia, você fica se perguntando: como será o futuro? Pois a Corning, empresa que fabrica vidros protetores de alta resistência, mostra qual a sua visão de como será a interação entre a humanidade e os eletrônicos, com a ajuda, obviamente, dos dispositivos que se utilizam da marca.

O vídeo se chama “A Day Made of Glass” (um dia feito de vidro) e mostra a rotina das pessoas em um futuro ainda não definido, mas que talvez esteja mais próximo do que se imagina. O grande foco está na usabilidade, uma vez que os dispositivos devem se integrar perfeitamente com o cotidiano das pessoas, em casa, no trabalho e no lazer.

É interessante notar que, de acordo com a empresa, os dispositivos touchscreens serão parte integrante da vida não apenas em computadores, mas também em celulares, espelhos, janelas, fogões, outdoors e muito mais.

Outro grande destaque do vídeo são as telas flexíveis, que devem tomar o lugar de telas rígidas em apresentações de trabalho e nos leitores digitais. A visão da Corning mostra ainda que os televisores com o Gorilla Glass continuarão a seguir a tendência do 3D, proporcionando cada vez mais a sensação de se estar no cinema no conforto da sua casa.
Para completar, os dispositivos móveis estarão ainda mais integrados e minimalistas, servindo não apenas para conversar com familiares, mas também para armazenar dados e conferir conteúdo. Assista ao vídeo e tire suas próprias conclusões.

Baixaki

fevereiro 19, 2011

Tempo

TEMPO

Tempo que se vai e não vem
É o mesmo tempo em que o nada é tudo
E o tudo de vez em quando é o nada de ninguém
Tempo veloz que nunca espera
Tempo que pára o tempo
E parece nunca mais chegar
Quer passar como um vento
Sem ter tempo pra parar

Tempo que foge e se entrega
Tempo que tudo de mim leva
Não se vá para tão longe,
Longo tempo a minha espera!
Às vezes, pareces tão injusto
Às vezes, em plena entrega

Tempo que trouxe o sonho
Tempo da realidade
Tempo para ser criança
E haja tempo para deixar de sê-la
Tempo que deixa a vida viver
Tempo que deixou a vida morrer
É o mesmo tempo que chora
Mas ao mesmo tempo sorri
O tempo que me fez ir embora
É o mesmo tempo que não me deixa partir
Bruniele Souza
19/02/2011

fevereiro 18, 2011

Algumas conquistas inesquecíveis na vida de um homem


1. Aprender a andar de bicicleta, sem cair.

2. O primeiro beijo.

3. A primeira noite de amor.

4. Chegar ao primeiro ano do ensino médio.

5. Ser aprovado no vestibular.

6. Ter o primeiro emprego.

7. Saber dirigir e ter autonomia para ir onde desejar.

8. Estar casado com quem realmente se ama.

9. Ter bons amigos, transparentes, fiéis, verdadeiros. Estes, contamos nos dedos, pois são raros.

10. Ter os primeiros filhos.

11. Se formar.

12. Viajar para fora do país.

13. Mudar de estado, dentro de seu próprio país.

14. Entregar a vida para Deus, deixá-la em Suas mãos e ter a certeza de que a felicidade é concretizada quando andamos, convivemos, estamos em comunhão com Ele. Sempre!

Por: Hugo Otávio
Data: 16/02/2010

fevereiro 16, 2011

[FILME] A inquilina


Confiram o trailler...
Até que ponto vai a obsessão humana...
Alugar um apartamento custou caro...
E muito caro!

Como manter nossos laços de amizade


Como manter laços familiares - e de amizades - fortes e saudáveis?


1. Reconheça o seu próprio valor.


2. Invista na vida de seus amigos e familiares (torça por eles, goste deles).


3. Coopere com seus colegas e amigos.


4 .Aprenda a ver o valor dos outros.


5. Respeite a personalidade de quem você ama.


6. Sempre defenda seus amigos diante dos inimigos dele.


7. Faça críticas construtivas, mas deixe seu amigo ou seu parente decidir que caminho trilhar.


8. Não sufoque nem amole.


9. Sorria, aperte a mão com força, mande e-mails autênticos, cheire ou beije.


10. Não seja interesseiro.


11. Não sinta vergonha deles. 
 
Geraldo Magela 

fevereiro 15, 2011

[FILME] Discurso do Rei




Comecei a assistir ao filme e tinha achado meio chato, mas depois de um tempo foi melhorando.
Percebe-se a dificuldade de alguém detentor de gagueira, principalmente quando se é o rei.
Assistam e tirem suas conclusões.


Hugo Otávio

Um grito de desespero


 Estava escaldante,
A noite parecia não passar...
O lado escuro da rua ofuscava meus pensamentos,
Emoções...
Viajava por caminhos que já havia percorrido,
Por situações já vivenciadas,
Pessoas conhecidas...
Entremeadas na minha visão...
Silenciosamente...
Um grito de desespero...
Nãoooooooooo!
De novo não!
Relutava contra o sofrimento de outrora...
Queria se separar daquelas pessoas,
Imagens que atordoavam,
Transfixavam a alma,
Apedrejavam o ser...
E quanto mais lutava, contra mim mesmo,
Menos parecia que o tempo passava...
Estático.
Era mais uma noite sombria,
Em que só se ecoava o próprio grito,
Um grito de desespero.



Por: Hugo Otávio
Data: 15/02/2011

fevereiro 14, 2011

[FILME] Gênio Indomável


E X C E L E N T E!

A obra "é a história de um garoto que não quer sair de onde está porque a idéia o apavora", segundo declaração de Matt Damon. É uma história sem heróis nem vilões, que narra a trajetória de um garoto pobre de South Boston (Will), com uma notável capacidade para a Matemática. Órfão, Will mora sozinho num quarto e tem como fiéis companheiros três amigos inseparáveis: Chuckie, Morgan e Billy. O rapaz vive se metendo em encrencas, com várias passagens pela Justiça.

No início da história, Will trabalha como faxineiro no Massachusetts Institute of Technology (MIT), onde o professor Lambeau dá aulas de Matemática Combinatória. O professor faz um desafio aos alunos, deixando, no quadro-negro do corredor da universidade, um complexo teorema para ser resolvido. Todos se surpreendem quando o teorema aparece resolvido, sem que ninguém saiba quem o fez. Foi Will.

Lambeau acaba descobrindo a identidade do gênio, e salva-o da cadeia, por ter agredido um policial, após o juiz impor duas condições: Will teria aulas com Lambeau e sessões de psicoterapias. Lambeau leva o rapaz a alguns terapeutas, sem sucesso. Então resolve chamar um ex-colega de escola, Sean, um psicólogo nascido em South Boston, como Will. Paralelamente, Will conhece Skylar, uma estudante de Harvard, por quem se apaixona.

A história se desenvolve em quatro núcleos paralelos, todos tendo Will como o centro das atenções: as sessões com Sean, as aulas com Lambeau, a farra com os amigos e o namoro com Skylar. Aos poucos, o envolvimento de Will com Sean vai crescendo e influindo nas outras relações.

Quando Sean lhe dá alta e anuncia que vai partir para uma viagem à Índia, Will já está com um bom emprego, conseguido pelo professor Lambeau. Mas, parodiando Sean, que 20 anos antes tinha perdido um jogo histórico dos Red Sox para conhecer aquela que seria a mulher da sua vida, Will decide largar tudo e ir para a Califórnia, à procura de Skylar, que fora estudar Medicina em Stanford.

fevereiro 13, 2011

65 anos do primeiro computador eletrônico digital

Hoje em dia um iPhone na mão de uma criança é um brinquedo manipulado com extrema naturalidade. Quem nasce na era do touch-screen não imagina que está diante de um velhinho que, nesta segunda-feira (14), completa 65 anos de vida: o computador digital. A data marca o lançamento do Eniac (abreviação de Electrical Numerical Integrator and Computer), desenvolvido na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, entre 1943 e 1946. A importância do Eniac está em ser o primeiro computador eletrônico digital que calculava em larga escala. 

"O Eniac foi o primeiro do tipo desenvolvido nos Estados Unidos em um projeto bem sucedido e predecessor de computadores importantes para a evolução dessas máquinas", afirma Maria Cristina Ferreira de Oliveira, professora do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP). Segundo a professora, o projeto inicial previa o investimento de US$ 150 mil, mas acabou custando US$ 400 mil. "Na época, para criar qualquer máquina era necessário mihões de dólares", conta Maria Cristina. 

Computadores e a guerra
Engana-se quem imagina que, na década de 1940, os pesquisadores pensavam em elaborar um computador para uso pessoal. Essas máquinas se desenvolveram significantemente com a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais. O Eniac, por exemplo, foi criado para calcular tabelas balísticas. "Os americanos queriam saber como deveriam posicionar seus canhões para certar o alvo. Antes do Eniac, esses cálculos exigiam grande esforço humano, sistematizado e automatizado com o computador e que também reduziu erros", explica a professora. 

O Eniac demandava muita mão de obra. Ele ocupava uma sala com 300 m2, tinha 2,5 m de altura e pesava 30 toneladas. Possuía 17.470 válvulas que esquentavam e , por queimarem, sempre tinham que ser substituídas. Ele era programado fisicamente por um painel repleto de plugues e chaves - conforme a posição delas, ele executava uma tarefa. 

Os dados eram inseridos por meio de cartões perfurados, sendo que o resultado era apresentado em um painel repleto de luzes, chaves e cabos que acendiam ou apagavam de acordo com a função. Realizava cinco mil operações aritméticas por segundo. De acordo com o Computer History Museum, localizado na Califórnia, Estados Unidos, em uma década esse trambolho fez mais contas do que a humanidade inteira tinha feito até então. "Hoje, qualquer calculadora de engenharia é mais rápida que ele", conta Maria Cristina. 

História do computador
No livro "Introdução à Programação com Ada 95", o autor Arthur Vargas Lopes conta que as avós dos computadores eram as máquinas de somar no início do século 17. Em meados de 1800, criou-se uma conhecida como "difference engine" que definiu o conceito de computador digital mecânico controlado por programa, que incorporava uma unidade aritmética, uma unidade de armazenamento, mecanismos para leitura e gravação de cartões perfurados para impressão". 

Segundo o museu Computer History Museum, o censo de 1890 nos Estados Unidos, com cerca 63 milhões de habitantes, não teria terminado antes de 1900 se não fosse criada a máquina de tabulação que lia dados gravados em cartões perfurados. Inspirado na ideia, em 1934, o computador Mark 1, projetado na Universidade de Harvard, multiplicava dois números de 23 dígitos em seis segundos - um computador atual faz o mesmo em menos de um segundo.

Depois do Eniac, nasceu o Edvac com memória binária - como são os computadores atualmente -, marcando o aparecimendo dos modernos computadores digitais. O Edvac, diferentemente do antecessor, usava a mesma memória para armazenar dados e programas sem a necessadade de alterações na parte física (espécies de manivelas). Em seguida, veio o Univac, primeiro computador comercial. "Antes, os computadores eram essencialmente usados em ambientes acadêmicos e de pesquisa", explica Maria Cristina. "Países, bancos, grandes coorporações tinham interesse nele, já que fazia cálculos funcionando em diferentes contextos", completa. 

A demanda pelo computador crescia em meados de 1950. Na época, os interessados reservavam horas para usá-lo. Até que vieram os mainframes, que poderiam ser comprados por um preço mais acessível, mas deveriam ser mantidos em salas refrigeradas. Para aplicações acadêmicas, foram criados os minicomputadores e, em seguida, os microcomputadores e os computadores pessoais (PCs). Até chegarmos ao que conhecemos hoje. Veja a evolução dos computadores, com fotos do Computer History Museum: 

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum

Computer History Museum 


Por Isis Nóbile Diniz

fevereiro 11, 2011

[FILME] O ritual


Não posso deixar de mencionar o quanto admiro a atuação de Anthony  Hopkins. Desde "Hannibal" me tornei fã porque sempre que o assisto, tenho plena convicção, ou uma chance maior, de o filme ser muito interessante. 

Decidi ir com meu primo ver quais os filmes que estavam a passar. Olhamos os painéis e lá estavam: "Caça às bruxas", "O santuário"... bem, mas é dublado? A gente prefere legendado porque preserva a originalidade. Olhamos mais um pouco e... "O ritual", com Anthony Hopkins. "É esse!", eu disse...

Sem ter visto trailer, nem sequer informação alguma a respeito, entramos na sala.
Confesso que não me arrependi. Suspense do começo ao fim. Ou a sala estava quente ou estávamos atônitos. Nem ao menos respirávamos.
Só para dar um gostinho para quem não viu o trailler, o filme é baseado em exorcismo. Daí você tira (caso conheça a atuação desse personagem...).

Existem diversas polêmicas quanto ao assunto, por isso, merece ser assistido também por aguçar a sensibilidade, além de contrapor os "distúrbios psiquiátricos" x "possessões".
Veja o trailler logo abaixo.

Na minha opinião, é 10!



Saudades do Velho Oeste

Confiram!

fevereiro 08, 2011

Ser forte...

Ser forte é suportar sofrimento sem perder a esperança.

Ser forte é querer se levantar ligeiro feito uma flexa depois de ter caído.

Ser forte é não perder a doçura, apesar das tribulações da vida.

Ser forte é ser amigo de Deus, e gostar de estar com Ele.

Ser forte é se quebrantar quando a consciência do pecado que nos assalta.

Ser forte é adorar ao Senhor, mesmo quando sentimos vontade de sumir da
 Igreja.

Ser forte é ser derrotado por um inimigo poderoso e injusto, mas não negociar seus princípios.

Ser forte é ter coragem para mudar a si mesmo.

Ser forte é naõ ter receio de chorar quando as emoções afloram.

Ser forte é reconhecer que existe alguém Todo Forte, o Todo Poderoso.

Ser forte é se recusar a ser partícipe de uma injustiça.

Ser forte é amar, mas não se tornar refém de quem não nos ama.

Pr. Geraldo Magela

Curiosidades Médicas - Você sabia?


http://4.bp.blogspot.com/_u7ClcNfIRKM/TLCt_-UnrNI/AAAAAAAAA7Q/1GrN5m4IjSM/s1600/cafezinho4.JPG

Que copos descartáveis liberam substância nociva ao homem quando aquecidos? Que o café causa estresse e aumenta a pressão arterial, muita gente já sabe, mas o hábito de tomar cafezinhos durante o expediente esconde um outro mal: aquecido, o plástico dos copinhos descartáveis libera uma substância química semelhante ao hormônio feminino, o xenoestrogênio.

Ao entrar no organismo junto com a bebida, o xenoestrogênio ocupa os receptores desse hormônio, aumentando a chance de as mulheres terem câncer de mama ou útero. Já os homens ficam mais predispostos ao câncer de próstata, à infertilidade e à diminuição do número de espermatozóides.

"Estamos o tempo todo expostos ao xenoestrongênio, que é liberado por todos os derivados de petróleo. Por isso, devemos evitar os copos plásticos para o café", alerta a médica ortomolecular Tâmara Mazaracki. Usar vasilhas plásticas no microondas é contra-indicado. O copinho descartável não é o único material a liberar o xenoestrogênio, mas torna-se uma das principais fontes, na medida em que o cafezinho costuma ser ingerido várias vezes ao dia. "As vasilhas plásticas que são levadas ao microondas e qualquer material que contenha derivados de petróleo, ao serem aquecidos, também liberam xenoestrogênios", adverte a Dra. Tâmara.

Ela diz que ambientes novos, com carpete e pisos colados também são grandes emissores de xenoestrogênios. "As pessoas vão se envenenando aos poucos. Devemos mudar nossos hábitos, tomando café em xícara de louça ou vidro. O mesmo vale quando usarmos o microondas".

MEDICINA ALTERNATIVA

O maior desafio da medicina alternativa é conscientizar o mundo de que a mesa mata mais do que a guerra. Um estudo realizado por cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, mostra que a adoção do estilo de vida saudável ajuda a prevenir e a combater doenças. Infelizmente, poucas pessoas têm disposição para mudar os hábitos alimentares e exercitar-se, em acordo com a boa norma de saúde. 
 
Sabe-se que a diminuição do consumo de gorduras de origem animal reduz em 30% o risco de doenças cardíacas. Comparada às causas de morte em todas as idades, a parada cardíaca é mais letal do que o câncer, a malária e a tuberculose. Em números absolutos, os acidentes de trânsito, as armas de fogo e os atropelamentos matam menos do que as doenças do coração. Na maioria das “mortes naturais”, indica-se a parada cardíaca como causa do falecimento. Na verdade, sozinho, raramente o coração é culpado da morte, mas sim a degeneração geral dos órgãos, minados pela ação do tempo. 
 
O cuidado com o coração deve interessar principalmente a pessoas com idade entre quarenta e cinqüenta e oito anos. Estatisticamente, esta é a fase mais vulnerável da vida. Diz o ditado que “a vida começa aos quarenta”. Infelizmente, para muitas pessoas, a época marca o início dos problemas coronários. O organismo humano desenvolve uma teia de vasos sanguíneos auxiliares que entram em operação assim que uma veia coronária se entope. Porém, este recurso desenvolve-se plenamente somente após os cinqüenta anos, razão pela qual, em pessoas jovens, os ataques cardíacos costumam ser fulminantes. 
 
Consumo de frituras:

[Frying.jpg]
 
Sabe-se que o óleo quente, em ebulição, altera as características químicas e orgânicas no alimento que é mergulhado nele. Na dieta moderna, a concentração calórica de alimentos encharcados em óleo tiram o lugar das hortaliças, frutas e cereais in natura. Enquanto o óleo borbulha na frigideira, ele sofre mudanças químicas que o transformam em bomba dietética. 
 
Os triglicerídios, importantes constituintes de óleos e gorduras, são desmembrados pelo calor em glicerol e ácidos graxos. O glicerol continua sofrendo a ação do calor, provocando a desidratação da molécula. Este processo de perda de água forma uma substância chamada acroleína, que é potencialmente cancerígena. A acroleína destrói as fibras elásticas, e irrita as mucosas gastrintestinal e nasal.
Entre as maiores vítimas da acroleína, estão as artérias. As fibras elásticas, que conferem firmeza, elasticidade e higidez à parede arterial, são destruídas sistematicamente. 
 
O resultado é a degeneração e envelhecimento precoce. Esta questão deveria merecer toda a atenção das pessoas, pois as artérias são o conduto da vida. Elas atuam como segundo coração, impulsionam o sangue por meio da elasticidade que as caracteriza. Porém, a destruição das fibras elásticas diminui, pouco a pouco, esta capacidade. 
 
Quando o funcionamento delas é comprometido, todo o organismo sofre as conseqüências. O fornecimento inadequado de sangue favorece a degeneração orgânica, diminui a vitalidade e reduz o tempo de vida. 
 
Além de danificar as artérias, a acroleína acelera o enrugamento e envelhecimento da pele. Não há dúvida de que, sem fritura, a vida é mais agradável. Pessoas que aspiram conservar a pele jovem por mais tempo devem recusar frituras. O óleo reutilizado, que é aquecido sucessivamente, tem efeito mais danoso sobre o organismo. A formação de acroleína e a decomposição da gordura ocorrem de forma mais acentuada. 
 
Está comprovado que o consumo de gordura, carne vermelha e laticínios tem relação direta com a incidência de câncer de próstata, intestino e mama. Nos Estados Unidos, país conhecido como a “terra da gordura”, a cada quatorze minutos o câncer de próstata faz uma vítima. A concentração de gordura dos alimentos acelera o aparecimento de tumores.
Carnes vermelhas, leites e derivados ativam a produção do hormônio testosterona que, em excesso, intensifica o desenvolvimento das células prostáticas, aumentando consideravelmente o risco de câncer. 
 
Entre as mulheres, de cada dez diagnósticos de câncer de mama, nove ocorrem em pessoas com hábitos insalubres. Dieta rica em gordura, excesso de peso e vida sedentária são apontados como as principais causas de enfermidades hormonais femininas. 
 
Alimentação Natural:

[alimentos+naturais+-+ARQUIVO+STOCKXPERT.jpg]
 
Quanto mais natural a alimentação, melhor. Esta é a conclusão da maioria dos cientistas, nutricionistas, médicos e pesquisadores honestos, que não deixam de apontar a relação cristalina existente entre a dieta moderna e as doenças terríveis que assolam a humanidade. 
 
Há de se observar que em 1910 a doença coronária era raridade médica. Atualmente é enfermidade que mais mata no mundo. No Brasil, a cada dois minutos, uma pessoa é vitimada por problemas cardíacos. São centenas de milhares de mortes ao ano!!! 

 
Sal: o perigo branco

O consumo de sal no Brasil é considerado abusivo e perigoso. O consumo per capita chega a doze gramas diários, um absurdo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde – OMS, o consumo individual não deve exceder a dois gramas diários. 
 
Entre as conseqüências do consumo de sal, estão a retenção de líquido, aumento do volume de sangue nas artérias e elevação da pressão arterial. 
 
A alimentação moderna torna-se mais letal por agir em ambiente de ignorância coletiva. Poucas pessoas têm noção dos riscos ligados à dieta atual, e cometem suicídio lento, garfada após garfada.

De: Blackbook

fevereiro 07, 2011

*Nove verdades sobre os problemas da vida

1. Problemas são bençãos disfarçadas.
2. Problemas existem para nos ensinar algo.
3. Os nossos problemas são apenas etapas anteriores a grandes vitórias.
4. Problemas são também excelentes avisos de que devemos melhorar algo.
5. Ninguém escapa, ninguém é especial: todos temos problemas.
6. Você mesmo pode resolver a maioria dos seus problemas.
7. Problemas são mensagens da natureza, da família, de Deus para nossas vidas.
8. Problemas servem de diretrizes para uma vida melhor.
9. Não existem problemas insolúveis para nosso Deus.

Pr. Geraldo Magela

fevereiro 06, 2011

[HUMOR] Carta do ex para a ex


Querida,
Escrevo para dizer que vou te deixar.
Fui bom marido por 7 anos.
As duas últimas semanas foram um inferno...
O seu chefe me chamou para dizer que você tinha pedido
demissão e isto foi a gota...
Na semana passada, nem notou que não assisti ao futebol...
Te levei na churrascaria que mais gosta...
Outro dia chegou em casa, nem comeu e foi dormir depois da novela...
Não diz que me ama...
Nunca mais fizemos sexo...
Portanto, ou está me enganando ou não me ama mais.
PS. Se quiser me encontrar, desista...
Eu e a Júlia, aquela sua 'melhor amiga' da Academia, vamos viajar para o nordeste e vamos nos casar!

Ass: Seu Ex-marido.
(Esse caiu do cavalo)


Resposta da Ex:
Querido Ex-marido,
Nada me fez mais feliz do que ler sua carta.
É verdade, ficamos casados por 7 anos, mas dizer que você foi um bom marido é exagero.
Vejo a novela para não lhe ouvir resmungar a toda hora.
Reparei que não assistiu futebol, mas com certeza, foi porque seu time tinha perdido e você estava de mau humor.
A churrascaria deve ser a preferida da amiga Júlia, pois não como carne há dois anos.
Fui dormir porque vi que a sua cueca estava manchada de batom. (Rezei para que a empregada não visse).
Mas, com tudo isto, ainda o amava e senti que poderíamos resolver os nossos problemas.
Assim, quando descobri que eu tinha ganhado na Loteria deixei o meu emprego, e de surpresa comprei
dois bilhetes de avião para o Taiti, mas quando cheguei em casa você já tinha ido embora...
Fazer o quê? Tudo acontece por alguma razão.
Espero que você tenha a vida que sempre sonhou.
O meu advogado me disse que devido a carta que você escreveu, não terá direito a nada.
Portanto, se cuida!
PS. Não sei se lhe disse, mas a Júlia, minha 'melhor amiga', está grávida do Jorginho, nosso 'personal' lá da Academia. 
Espero que isto não seja um problema...

Ass: Sua Ex-ESPOSA, MILIONÁRIA, GOSTOSA E SOLTEIRA