janeiro 03, 2011

Uma despedida inconsciente


Ontem tive um sonho interessante. Sonhei que voltava no tempo, mas sem carro do futuro, teletransporte. Apenas retornava a alguns anos de minha história e reencontrava pessoas que, de certa forma, marcaram minha vida. Eram amigos, conhecidos, colegas, professores, de diversos lugares que habitavam o mesmo espaço territorial da minha mente. Eu me recordo que eu chorava. Sim, chorava pela despedida, separação. Era tão forte que eu sentia uma profunda tristeza ecoando lá no interior de minha alma. Como doía a ruptura, apesar de que, eu soubesse, que deveria continuar caminhando, sem olhar para trás. Mas, como podia? Como podia esquecer daqueles que contribuíram e moldaram o que sou? Como esquecer de pequenos e simples gestos, penetrantes palavras que mudaram meu modo de agir e pensar? Impossível!
Hoje os contatos se esvaíram, como poeira que ficou para trás. Apesar das grandes promessas de "a gente ainda vai estar junto", isso nunca ocorreu. Tudo tem o seu tempo determinado. E tudo passa. Assim como meu sonho saudosista, pessoas marcantes ficarão imortalizadas em meu ser, mesmo que elas nem sequer se lembrem de mim. 

Não gosto de despedidas. Nunca gostei. É como se pusesse um ponto final na história e não houvessem mais páginas para serem lidas, naquele momento. Páginas brancas recheando o centro de um livro.

Acordei, estarrecido e pensativo. Foi uma despedida do meu inconsciente. Uma despedida que eu jamais gostaria de tê-la concretizado!


Por: Hugo Otávio
Data: 03/01/2011

2 comentários:

Bruniele disse...

Talvez o seu maoir desejo seria nunca ter se despedido desse passado... O presente talvez não esteja sendo tão bom...

SpaçAberto disse...

É, a gente se apega as pessoas e aos momentos de uma forma que não quer deixar para trás. Mas talvez, se tudo ficasse igual e não houvessem despedidas, a vida teria menos graça e a gente daria menos valor a essas pessoas.

As coisas tem que se renovar, certo?!

Mesmo assim, despedidas são tristes. Muito!

Fica na Paz! :)


Lorrane - @loorizb