outubro 29, 2010

Um verdadeiro lar

Não há nada melhor do que voltar e dormir em casa. Depois dos plantões noturnos constatei o que já sabia. É fundamental se ter um lar. Este não se resume apenas ao ambiente físico, estrutural. De forma alguma! Conheço pessoas que moram em mansões, porém carecem de um lar.

Lar é o aconchego da alma. É onde repousa-se o corpo cansado, fisica, emocionalmente, espiritualmente. É onde encontramos auxílio em meio as tempestades da vida, nos refugiando para que a leve brisa transpareça ao amanhecer.

Infelizmente, muitos não tem um lar. Vivem desgarrados, inconstantes, à mercê das tribulações. Anseiam pela harmonia, porém não a encontram.

Lembrei-me do livro "Vidas Secas" e exponho um trecho:

"Preparando o fogo dentro da camarinha escura da fazenda, a esposa de Fabiano dá um pontapé em Baleia, que se afasta. Acordara de mau humor. Reclamara de novo da cama de varas sobre a qual dormiam. Precisavam de uma cama de couro, como a de seu Tomás da Bolandeira, aí sim, dormiriam feito gente. Mas por mais cortes que tentassem nas despesas, a cama parecia um sonho distante."

Sonhos distantes...
Como a cama tinha tamanha representação para a esposa de Fabiano. Os personagens e suas secas vidas pelo árido caminho demonstravam que nas pequenas coisas estão os mais valiosos presentes.

Acredito que deveria ser para todos nós...

Depois dessas aventuras no período de plantões, valorizo ainda mais a minha cama. É sobre ela que os tempos e reflexões se passam, contudo, a certeza de um verdadeiro lar se concretiza!

Por: Hugo Otávio
Data: 20/10/2010

3 comentários:

Bruniele disse...

Que lindo!!!
Gostei mto do texto!
É verdade...não há nada melhor do que vc estar em sua caa e saber que ali é o seu aconchego...é ali que vc pode se sentir a vontade, o seu lar...
:D

Mente Hiperativa disse...

Como a gente da valor depois de passar noites mal-dormidas em plantoes noturnos neh????

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Lorrane F. disse...

É, Hugo! Como diz um amigo meu: "O lar é onde o coração está" :D


Ah, bons descansos ;)


Abraço