dezembro 19, 2010

Reminiscências de Outrora


Tive um sonho,
Nele estavam presentes amigos e colegas de outros tempos,
Num mix além do tempo,
Nas interconexões dos meus pensamentos...
Vislumbrava os semblantes,
Vivos,
Bem nítidos...
Parecia que eu os estava vendo, de verdade,
Mas, 
Não passavam de reminiscências,
Memórias,
Lembranças,
De um tempo bom,
Um tempo que indelével permaneceu
Vigoroso,
Tempos de Outrora...
Acordei!
Eram 7h 45min...



Por: Hugo Otávio
Data: 19/12/2010 

4 comentários:

Mente Hiperativa disse...

"Para o pai da psicanálise, no enredo onírico (do sonho) há o sentido manifesto (a fachada) e o sentido latente (o significado), este último realmente importante.

A fachada seria um despiste do superego (o censor da psique, que escolhe o que se torna consciente ou não dos conteúdos inconscientes), enquanto o sentido latente, por meio da interpretação simbólica, revelaria o desejo do sonhador por trás dos aparentes absurdos da narrativa."

Fonte: Wikipedia

Mente Hiperativa disse...

Aí você faça a sua interpretação, eu já fiz a minha =p

Mônica Modesto disse...

Quando eu vi um menino catucando uma menina lá atras desta figura eu me lembrei de um "certo" moço que nunca deixa meu cabelo em paz penteado, sempre fica bagunçando eles!!!!! Boas férias Huguinho... te adoro!!!!!

Bruniele disse...

Ele querendo fazer uma viagem de volta...
auhauhauhauhauha...
:P
Ei, Senna!
Essa explicação deveria ser minha, não?
auhauahuhahauhaha...
FREUD... :P
Brincadeirinha