abril 10, 2010

Caminhando...


Fugir do passado na tentativa de quebrar as algemas que, por vezes, nos aprisionam e nos impedem de enxergar o porvir? Fugerem... Degenera... já era! Por que a dor outrora sussura ao vento, soprando lembranças, inquestionáveis, imoldáveis... Resta-me, aqui, pairando sobre o tempo, sob um tempestade nebulosa, fria, conspirante... Meu inimigo? Eu mesmo... Que insisto em não me separar do que para trás ficou...
A vida?
Bela em sua essência, me impulsiona a continuar caminhando.
Onde chegarei?
Não sei ao certo...
Sigo caminhando...

Por: Hugo Otávio
Data: 10-04-2010

2 comentários:

Mente Hiperativa disse...

Caminha que tu chega em algum lugar, resta saber se é o lugar que tu queria ou nao...

Bruniele disse...

O PASSADO...
Eis a questão:
Para que focá-lo se já passou?
E perder o presente que já chegou?
:(
O futuro incerto, a ninguém jamais enganou!