junho 16, 2010

Quem não vive pra servir...


Já ouvi por tantas vezes a frase "Quem não vive pra servir, não serve pra viver!". Cansei de pensar a respeito de quão verdadeira ela é, pelo menos pra mim. Apesar de nem sempre estarmos disponíveis para "servimos" ao outro, seja por merecimento ou outros fatores, nossa vida gira em torno de ajudar alguém, direta ou indiretamente. Estudamos, trabalhamos, nos formamos e tudo isso para quê? Claro que anseamos por uma vida confortável e harmoniosa, porém, o viés de tudo isso encontra-se em: ajudar ao próximo! Contribuir com o bem-estar do outro, queira eu ou não.

De nada adiantaria tanto esforço apenas para suprir o meu ego, concretizar meus desejos e satisfações. Saiba de uma coisa: a alegria precisa ser compartilhada para poder ter seus efeitos. Não consigo imaginar alguém isolado numa cúpula de vidro, sem "depender" da existência de outros seres humanos. Sendo assim, nada melhor do que "servir" aos demais, na medida do possível, sem exploração, sem interesses atordoantes, contudo, com respeito, honra e, sabendo que nossa existência não se sustenta na morosidade e na desfaçatez da negligência com o mundo a nossa volta.

Acorde!

Porque quem não vive pra servir... perdeu o sentido de viver!

Por: Hugo Otávio
Data: 16/06/2010

2 comentários:

Mente Hiperativa disse...

Servir é bom, não há dúvida, e é necessário também. Como você deixou claro ninguém vive no mundo sozinho, sem depender de outras pessoas.

Mas deixando de lado um pouco dessa espontaneidade de servir, dessa aura de bondade, eu vejo muitas pessoas que servem por interesse, por pura vaidade.

Muitas vezes nem fica tão claro, mas essas pessoas servem pra ter seu nome estampado, pra levar certa fama, pra criar prestígio e alisar seu ego.

Lembra-se de Brás Cubas, que queria criar um emplasto para sanar todas as mazelas do mundo??? Ele não o fez por que estava preocupado com o mundo, ele queria sim seu nome estampado na posteridade. VAIDADE!

Muitas pessoas são assim, servem por vaidade, querem seu nome estampado nas paredes e na boca das pessoas.

Abraço

Bruniele disse...

Viver para nós mesmos não vale a pena...é lançar-se sobre o vazio de uma existência solitária...sem razões!
é muito bom se sentir útil e poder ajudar alguém. Contribuir para um sorriso nascer em uma face onde só havia tristeza...