junho 04, 2010

Uma geração jovem estagnada


Há tempos que quando estudava História do Brasil que percebia como os jovens da época eram "revolucionários" a ponto de lutarem por seus direitos em meio a tantas atribuladas situações, assim como a ditadura militar. Pense numa época que muitos tentam apagar da memória... e por que lembrar se dores e perdas são advindas de um tempo de tanta repressão... deixa para os livros contarem as páginas negras do processo evolutivo.

O que queria retratar com você é o fato de como nós, jovens, cidadãos, pouco lutamos por nossos direitos e caminhamos na estagnação do nosso tempo! Acomodamo-nos por pensarmos que nada podemos fazer ou que "não vai adiantar nada nossa ação". Já ouvi isso de muita gente: "nada vai mudar mesmo..."

Pois é...
Assim não muda mesmo. Vamos continuar do jeito que estamos, o nosso país da forma como está.

Se não acreditarmos na possibilidade de mudança e nada fizermos para alcançá-la seremos uma geração sem perspectivas, a mercê dos descasos e desmandos que já estão debaixo de nossos olhos, todos os dias.

O que você tem feito?
Qual tem sido a sua mentalidade?
Tem pensado acerca do futuro da nação ou deixado "pra depois"?

O depois já está mais perto do que você imagina. Ou você resolve pôr "as mãos na massa", em busca de conquistar seus sonhos e lutar para melhorar esse sistema voraz ou entregue-se, rendendo-se a este mundo que tende a cada dia alcançar o caos, a segregação, a violência e o fim de todo tipo de esperança.
Será que ela será a última a morrer ou já está morrendo?
Estagnados estamos...
Até quando?

Por: Hugo Otávio
Data: 04/06/2010

Um comentário:

Bruniele disse...

A nossa geração é a da internet, somos escravos da tecnologia que nos estagna no espaço e no tempo. Tudo é rápido e sem esforço, as relações humanas ficam cada vez mais robóticas e sem sentimentos..."Lutar pelo que?" O individualismo impera no ar que respiramos, é cada um por si, e Deus para aquele que tiver sorte!