março 09, 2010

Qualquer amor já é um pouquinho de saída, um descanso na loucura


"Como nos enganamos fugindo do amor!
Como o desconhecemos, talvez com receio de enfrentar
sua espada corruscante, seu formidável
poder de penetrar o sangue e nele imprimir
uma orquídea de fogo e lágrimas.
Entretanto, ele chegou de manso e me envolveu
em doçura e celestes amavios.
Não queimava, não siderava; sorria.
Mal entendi, tanto que fui, esse sorriso.
Feri-me pelas próprias mãos, não pelo amor
que trazias para mim e que teus dedos confirmavam
ao se juntarem aos meus, na infantil procura
do Outro,
o Outro que eu me supunha, o Outro que te imaginava,
quando - por esperteza do amor - senti que éramos um só."

Carlos Drummond de Andrade

3 comentários:

Mônica Modesto disse...

Essa foto sua e de Ju está linda e mais ainda por ter sido com uma finalidade de orar a Jesus... Deu vontade de roubar o texto para o meu Panela sem Tampa...huehuehe... alias, nao me canso de roubar tuas postagens...kkkk... Te adoro, Hugo agoniado...há 2 anos não mudou nada...agoniado do mesmo jeito desde o Primeiro Período!!!!!

Mente Hiperativa disse...

Amar eh descansar a loucura eh? UHEIHEUEIHEUEH Prefiro nao comentar

Bruniele disse...

o AMOR é o pequeno oásis que temos nesse deserto tão quente da nossa vida!!Amo amar a vida,amo amar você...Descobrir você faz descobrir quem sou!