setembro 29, 2010

Os planos de um casal


Como a maioria dos casais, um dia, quando se faz um planejamento, pretende-se ter um filho. Sim, talvez um meninão com a cara do pai ou uma bela e doce mocinha. Os planos são infindáveis, as especulações, ainda mais. Já se pensa em comprar berço, roupinhas, tudo para o tão e esperado bebê. Vai ser tudo perfeito...
Mas... e se, este bebê não for "perfeito"?
Pois é... 

A depender da genética e de outros fatores que interferem no arcabouço da célula na fecundação, algo pode sair... errado!

E agora?

O que fazer se o bebê não nasce "perfeitamente"?

Frustração. Este é um dos atributos na hora que se tem a notícia dada pelo médico. Mas, por quê?

Talvez, tanta expectativa alicerçada em uma forte cultura possam contribuir para esse espanto, ou melhor, desilusão. Para muitos, a vida vai ser diferente... e como! Para outros, o amor transpassa quaisquer dificuldades e nada poderá impedir que essa criança cresça, se desenvolva e seja feliz em um lar, independende de sua "especialidade".

Afinal, quem disse que os planos sempre são perfeitos? E quem disse que é preciso ser perfeito para ser feliz? Quem o é?

Por: Hugo Otávio
Data: 29/09/2010

3 comentários:

Mente Hiperativa disse...

Um filho, quando desejado e amado, sempre é perfeito para seus pais, esses logo se adaptam às suas limitações e fazem de tudo para que o filhote tenha as melhores condições de vida, semelhantes a quelauqer indivíduo "perfeito".

Isso é o AMOR.

Claro que ninguém sonha em ter um filho com problemas de saúde, deformidades ou quaisquer enfermidade. Mas quem é completamente são? Cem por cento saudável? Algum pai deixa de amar seu filho por que ele tem algum defeito? Claro que não, o amor transcende essas questões.

Bruniele disse...

Realmente é bastante difícil para os pais...
Mas é aí que o amor se mostra: em meio as imperfeiçõe o amor permenece perfeito, inconfundível...
:D

Com a eternidade nas Mãos disse...

Ser Pai e Mãe é um ato de amor incomensuravelmente assustador, a responsabilidade é tremenda e nada sai como a gente pensa,mais ai que está a perfeição o acaso o aprendizado.

Tenho um filho de um ano é um sapequinha veio de exibido, mais sabe tudo compensa ao ve-lo crescer acredite!