julho 28, 2010

"Diga-me com quem andas...


...que te direi quem és!"


Os ditados populares permeiam o nosso cotidiano e, quer queira quer não, existem verdades impregnadas neles. Um deles que me veio à mente foi esse acima exposto. Lógico que os extremos devem ser abolidos, ou seja, o fato de andar com determinados grupos nem sempre abriga resquícios determinantes de suas qualidades, porém, é algo a se pensar. Basta apenas observarmos a razão de andarmos com certas pessoas para entendermos que elas nos propiciam algo semelhante ou até mesmo totalmente diferente que nos atrai. Isso porque tem gente que nem sequer pagando eu andaria... Se andar, saiba que é algo realmente necessário, tipo umas pessoas que gostaria de bombardear, vez por outra hehehe... Mas não dá!

Por isso, é imprescindível valorizarmos nossa identidade e imagem... Já sei... Você não se importa o que os outros pensam de você? Não tá nem aí para isso? Cuidado... A sociedade é cruel e, cabe a você, melindrá-la astutamente, porém sendo sincero, transparente e vivendo de maneira íntegra.

Lembre-se, os frutos serão colhidos futuramente. Isso é... Depende se você plantá-los...

Por: Hugo Otávio
Data: 22/07/2010

Um comentário:

Bruniele disse...

Isso ae!
Precisamos ter cuidado para não "andar nos caminhos dos pecadores, nem se assentar com os escarnecedores". Há muitas pessoas cruéis que não se importam conosco e que querem ver a nossa destruição! Precisamos fazer sempre a DIFERENÇA e andar prudentemente, buscando agradar a Deus, sendo irrepreensíveis aos homens!