julho 21, 2010

Fuja da rotina... já!!!

A rotina é algo temeroso. Digo isso pois vejo-a como vilã em muitos momentos da nossa vida. Por meio dela, muitos casamentos estão se tornando "congelados", de tanta mesmice, como dezenas de amizades esmorecem por inexistirem as novidades em uma relação.

Confesso que estamos fadados, direta ou indiretamente, à mesmice dos nossos dias. Isso muitas vezes imposto pelas atividades que necessitamos realizar e cumprir em tempo hábil, caso contrário, as consequências serão pesarosas.

Olhe para a figura que está junto ao texto. Tudo cronometrado para ser cumprido. Fora isso, nada mais...

Não sou a melhor pessoa do mundo em relação ao tema ROTINA. Acredito piamente que minha vida se baseia nela, não posso negar. Porém, tento melindrá-la, desviando quando posso, do mesmo trajeto de sempre.

Compartilho de um momento em que tive o privilégio de conhecer um castelo. Sim, daqueles com grandes muralhas, portões medievais, altas torres... Pois bem, após a subida até o ponto mais alto, a vista era belíssima. Para descer, mesmo com o mapa, decidi ignorá-lo, então segui com minhas próprias direções. Fugi da rotina...

Eis que acabei me perdendo... "Esse caminho tá estranho, não tinha passado por ele antes... não tem ninguém por aqui...", indaguei-me por dentro. Confesso que brotou certa insegurança e medo por deambular em caminhos novos, sem saber onde estaria o final e a saída.

Caminhei, caminhei... avistei alguns outros viajantes e resolvi segui-los. Eis que me deparo com ruas semelhantes das quais já havia percorrido. "Ufa! Agora sei onde estou..."



Rotina



Uma lição eu aprendi: perder-se é aliar a fuga rotineira à liberdade de seguir o seu próprio caminho! É se desprender de mapas, guias, opiniões e seguir, mesmo que o desconhecido possa amedrontar ou mesmo que no final não exista saída.

É bem verdade que quando reencontrei o caminho de volta o "peso saiu das minhas costas", o alívio foi tremendo. Mas, valeu! Me perdi, me encontrei, vivi e estou aqui contando a história...



Por isso, mude seu trajeto, fuja da rotina que enferruja a alma e te impede de conhecer rios nunca antes navegados!

Por: Hugo Otávio
Data: 20/06/2010

4 comentários:

SpaçAberto disse...

Isso !!! Gostie da paisagem .. onde é esse castelo, Hugo ?


_Lorrane

SpaçAberto disse...

"[...]rotina que enferruja a alma e te impede de conhecer rios nunca antes navegados!"

muito bom !

_ Lorrane

Bruniele disse...

Organização e planejamento é bom, rotina não...
Há muitos outros tipos de rotina que estagnam as pessoas no espaço e no tempo... A rotina de achar que não é preciso mais se esforçar para agradar o outro, que não é mais preciso procurar sempre cuidar zelar, regar...perdem-se momentos lindos e especiais...perdem-se amigos, pessoas importantes

Mente Hiperativa disse...

Por isso eu tento coisas novas, conheço gente nova, pra lugares novos... É bom, sair da rotina é bom!