janeiro 23, 2010

Andando por caminhos passados...


Hoje, no dia do meu aniversário, decidi ir na casa do Clayton, um dos meus amigos de Macaé. Acordei cedo e fui... Caminhei pois queria "respirar o ar" dos velhos tempos que passei na cidade macaense. Foi realmente interessante pois é como se passasse o filme nos meus pensamentos daquela boa época. Caminhei e fui reparando no que tinha mudado, comparando com minha experiência hoje e daquela época. Foi demais... Lembrei-me da minha tia a qual sempre caminhava comigo, indo para a igreja, me mostrando novos lugares, novas pessoas... enfim, minha companheira de todos os momentos... Pois é... Passei pelo prédio onde morei e relembrei do quanto vivenciei durante aqueles 3 anos. Estes, repletos de aventuras, momentos de angústias, momentos de alegrias... Assim como nossa vida... 
E, de repente, não mais que de repente...
Veio-me Drummond, com sua poesia, impregnada de lirismo...









Mundo mundo vasto mundo



se eu me chamasse Raimundo

seria uma rima, não seria uma solução.

Mundo mundo vasto mundo,
mais vasto é meu coração.














E como meu coração era vasto... vasto de indagações de como seria a minha nova realidade de sair das minhas terras de origens para explorar o desconhecido, enfrentar o preconceito de ser nordestino, vivenciar uma diversidade de culturas e pessoas distintas... nada foi fácil, nada foi em vão...


Talvez, se eu não tivesse partido para essas novas terras, tudo seria diferente... e como seria...


Porém, acredito que nada é por acado nessa nossa vida... Somos agentes que moldam o caminho por onde passamos, aprendemos com o outro, adicionamos e compartilhamos um pouco de nós, de nossa essência. E assim, vamos vivendo... convivendo...





Agradeço a Deus por ter passado essa temporada em Macaé. Embora tantas vezes me questionava sobre a razão de muitos fatos, acredito que tudo cooperou para meu bem. Criei laços de amizade, aprendi e... cresci nesse pedaço de chão...
Não esquecerei jamais aquilo que foi plantado... os frutos... eles virão...
As lembranças...
Ficarão eternas... na minha mente, e acima de tudo...
Em meu coração...




Por: Hugo Otávio
Data: 23-01-2010

Nenhum comentário: